#Filme: A Culpa é das Estrelas

Como sempre, eu tento trazer coisas novas para o blog, então quero começar simplesmente assim ... Resenhas de filmes. Espero que gostem. PS: Isso não é uma resenha crítica, é apenas uma resenha do meu ponto de vista com comentários e coisas fofas.
Gostaria de começar essa introdução com a frase: "Imagine-se uma menina câncer ..." mas ninguém se imaginaria no lugar dela. Não só pelo câncer, isso com certeza não foi nada comparado a vida dela, mas isso tudo muda, com o surgimento de uma pessoa em sua vida. Apreciem. 
 Hazel Grace é uma universitária, adora literatura, uma vida normal... Só retirando a parte em que ela ter câncer. A Vida de Hazel era baseada simplesmente no fato de que ela estava morrendo. Desde os seus 13 anos de idade, ela sofre com a doença e sem muita ajuda de médico e medicamentos, ela acaba por se contentar com a morte. Para Hazel ela estava apenas se conformando com o fim da sua vida mas para a sua Mãe não ela estava apenas com uma depressão, sendo assim forçada a ir em um grupo de ajuda, aonde só existiam pessoas com a mesma doença que ela. 
O grupo de ajuda não foi de todo mal. Hazel precisava de amigos, ela precisava de ajuda para superar esse momento trágico da vida dela e foi lá que ela achou. Em mais um dia, aonde ela tinha sido obrigada a frequentar aquele lugar, ela esbarra com um jovem de 17 anos, cujo o nome ela ainda não sabia ... Augustus Water, obviamente nosso galã. Mas espera ... Se ele estava no grupo ... Sim, ele também tinha câncer. No dia, ele simplesmente foi acompanhar seu amigo Isaac, que também tinha um tipo de câncer. Gus era livre do câncer, mas não de sua atração por Hazel. Logo no primeiro dia, ambos já começam a se falar e etc. Como resultado? Um amor, um amor tão intenso, não forte e rápido, um amor que pode ser comparado a morte. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário